PF mira exploração ilegal de madeiras em áreas demarcadas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Operação Deforest 2 investiga esquema de extração ilegal de madeira em terras indígenas.

A Polícia Federal (PF) deflagrou a operação “Deforest 2”, nesta terça-feira (17), para investigar grupo criminoso dedicado à exploração ilegal de madeira das áreas de preservação demarcadas na região da Ponta do Abunã, distrito de Porto Velho, em Rondônia.

Agentes da PF cumpriram 20 mandados de busca e apreensão e a 20 mandados de bloqueio e sequestro de bens, nas seguintes cidades:

  • Porto Velho/RO;
  • Ariquemes/RO;
  • Lábrea/AM;
  • Rio Branco/AC. 

As investigações iniciaram após apuração de prática reiterada da extração ilegal de madeira das Terras Indígenas, Florestas e Parques Nacionais no entorno do distrito de Vista Alegre do Abunã, destaca o site da PF.

A partir da notícia crime encaminhada à PF, foi possível a identificação de pessoas físicas, madeireiros, “laranjas” e “toreiros”, bem como pessoas jurídicas (madeireiras), que criaram uma estrutura criminosa para a retirada ilegal de madeira da reserva, falsificação de créditos florestais e lavagem de dinheiro decorrente dessas infrações.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.