Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF mira fraudes com recursos do coronavírus em Macapá

Delegado responsável por caso Bolsonaro foi assessor de governo petista
COMPARTILHE

Caso sejam condenados, as penas dos investigados podem chegar até 16 anos de cadeia.

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (8), a operação “Fiel da Balança”, que mira supostas fraudes em licitação realizada com recursos federais destinados para combater a pandemia de coronavírus em Macapá, capital do Amapá.

A operação foi autorizada pela 4ª Vara Federal do Amapá. O Ministério Público Federal (MPF) participa das investigações.

Um grupo de 30 agentes da PF cumpre oito mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, incluindo Unidades Básicas de Saúde (UBS) e em endereços de empresas e pessoas físicas. 

Os policiais federais também estiveram na sede da Prefeitura da capital amapaense, destaca O Antagonista.

Os investigados na operação poderão responder pelos crimes de fraude à licitação, corrupção ativa e passiva. Caso sejam condenados, as penas podem chegar até 16 anos de cadeia.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE