PF mira quadrilha de estelionatários na operação “Cheaters”

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Os indivíduos podem pegar penas que, somadas, ultrapassam 10 anos de reclusão.

A Polícia Federal (PF), com o apoio do Batalhão de Ações Especiais de Polícia Militar (BAEP), deflagrou, nesta segunda-feira (7), a operação “Cheaters”. 

O objetivo da ação é prender uma quadrilha especializada em falsificar documentos e sacar benefícios sociais, como o Programa de Integração Social (PIS) e o Seguro-Defeso. 

Mais de 60 agentes da PF estão cumprindo 10 mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal em Ribeirão Preto. 

As investigações se iniciaram quando um dos integrantes da quadrilha foi preso depois de realizar um saque fraudulento. 

O prejuízo apurado até o momento é de mais de R$ 150 mil.  

Os investigados poderão responder pelos crimes de falsificação de documento público, associação criminosa e estelionato, cujas penas, somadas, ultrapassam 10 anos de reclusão, de acordo com informações da PF. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.