Português   English   Español

PF quer números envolvidos com mensagens em massa no WhatsApp

PF pede ao WhatsApp números envolvidos com mensagens em massa

Polícia Federal (PF) está pessimista sobre o tipo de ajuda que o WhatsApp poderá fornecer aos investigadores.

PF quer saber de que números de telefone e de que dispositivos partiram os disparos de mensagens em massa durante a eleição por meio do WhatsApp.

A Polícia Federal enviou nesta semana um ofício para a empresa requisitando essas e outras informações, inclusive o conteúdo do material transmitido pelo aplicativo. A polícia quer identificar, por exemplo, se as mensagens eram negativas ou positivas em relação aos candidatos.

Um inquérito foi instaurado após reportagem da Folha acusar empresários apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) pela compra de pacotes de mensagens para disseminar material antipetista.

A prática é ilegal e tornou-se também alvo de investigações no âmbito da Justiça Eleitoral após ser aproveitada pela campanha do PT.

Nos bastidores, a polícia se diz pessimista sobre o tipo de ajuda que o WhatsApp poderá fornecer aos investigadores. O caso está sob sigilo. A investigação tem prazo inicial de 30 dias, mas pode ser prorrogada.

 

Adaptado da fonte Folha

Deixe seu comentário

Veja também...