Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF pede e Justiça bloqueia R$ 11,3 milhões de Alckmin

Alckmin acusado de desviar R$ 3 bilhões da educação
COMPARTILHE

PF diz que as medidas visam assegurar o ressarcimento ao erário de valores da prática de crimes.

O juiz Marco Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, determinou o bloqueio de até R$ 11,3 milhões do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Também foi determinado o bloqueio de até R$ 9,3 milhões de Marcos Antônio Monteiro, tesoureiro da campanha do tucano de 2014, e de Sebastião Eduardo Alves de Castro, ex-assessor da Secretaria de Planejamento no mandato do ex-governador. 

Determinada a pedido da Polícia Federal (PF), a medida foi deferida no âmbito das investigações da “Lava Jato Eleitoral”, na qual Alckmin é réu por caixa dois.

Além do bloqueio nas contas, o magistrado determinou o sequestro de imóveis que tenham sido adquiridos por Alckmin até 1° de janeiro de 2010 e de propriedades compradas por Marcos Antônio e Sebastião Eduardo após 30 de abril de 2014, informa o portal Terra.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários