Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

GAECO prende braço direito de ex-governador da PB aliado do PT

PF prende braço direito de ex-governador da PB ligado ao PT
COMPARTILHE

A secretária de Administração do Governo da Paraíba, Livânia Farias, foi presa no último sábado (16) em desdobramento da Operação Calvário.

A Operação Calvário mira suposto esquemas de fraudes que envolve R$ 1,1 bilhão em contratos da Saúde do governo da Paraíba.

De acordo com as investigações, a Cruz Vermelha, que administra o hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, teria firmado contratos superfaturados para viabilizar desvios de verbas recebidas pelo Estado.

Segundo o jornalista Fausto Macedo, um ex-assessor do governo da Paraíba afirmou, em depoimento, ter recebido R$ 900 mil em propinas da Cruz Vermelha em nome da secretária de Administração, Livânia Farias.

Segundo o ex-funcionário, homem de confiança da chefe da pasta, ela ainda teria comprado uma casa de R$ 400 mil no interior do Estado com o dinheiro.

Livânia foi detida ao desembarcar no Aeroporto Castro Pinto, na Grande João Pessoa, por agentes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba.

Em nota emitida ao novo governador da Paraíba, João Azevêdo, Livânia pediu exoneração do cargo.

Azevêdo é o sucessor de Ricardo Coutinho (PSB) no cargo de governador da Paraíba. Foi durante as duas gestões de Coutinho (2010-2018) que o esquema bilionário de desvio de recursos da saúde aconteceu.

Coutinho é um dos mais ferrenhos aliados do Partido dos Trabalhadores (PT) na região Nordeste. Ele foi um dos nove governadores que viajaram até Curitiba para visitar o presidiário Lula da Silva após sua detenção, em abril do ano passado.

Em nota publicada pela Veja, o agora ex-governador admitiu ter viajado com dinheiro público para visitar o petista:

“O governador da Paraíba […] não se privará de reconhecer institucionalmente a importância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E fará isso como chefe do Poder Executivo do Estado, pois assim lhe assegura a prerrogativa do cargo”, declarou ele na ocasião, como você viu na RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE