Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF prende jornalista Oswaldo Eustáquio após visita ao Paraguai

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
PF prende jornalista Oswaldo Eustáquio na fronteira com Paraguai

Este é um novo mandado de prisão decretado pelo STF. O inquérito é comandado pela PGR.

O jornalista Oswaldo Eustáquio foi preso, nesta sexta-feira (26), em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, pela Polícia Federal (PF) com autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, como parte do inquérito que investiga supostos atos antidemocráticos.

A PF vinha monitorando o jornalista e primeiro o localizou em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

Nas redes sociais, Oswaldo chegou a publicar um vídeo, em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia separada de Ponta Porã por uma avenida.

De acordo com informações de alguns veículos de imprensa, Eustáquio foi detido pela PF após ser identificado “risco de fuga”.

Em mensagem no Twitter, algumas horas atrás, o jornalista disse que seu “núcleo de jornalismo investigativo” estava no Paraguai.

Eustáquio alegou ter descoberto “o segredo do sucesso do país vizinho no combate ao Coronavírus e a incrível marca de apenas 13 mortes, contra 54 mil no Brasil”.

“A receita é simples: Comércio aberto e combate à desinformação da mídia”, acrescentou.

A suspeita é de que Eustáquio, que é ligado a ativista Sara Winter, líder do “300 do Brasil”, mantém um canal na internet que supostamente receberia recursos indevidos para divulgar os atos. Esta foi a sétima prisão dentro deste inquérito.

Ainda através do Twitter, o perfil de Eustáquio diz que o jornalista é o “oitavo preso político do Brasil”:

Referências: [1]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email