Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PF quer manter delação premiada do ex-governador Sérgio Cabral

Cabral começou a delatar esquema de propinas no Rio
Imagem: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo
COMPARTILHE

A delação de Cabral é questionada pelo procurador-geral. PF tenta manter o acordo. Emedebista soma mais de 280 anos de prisão.

A Polícia Federal (PF) e a defesa de Sérgio Cabral defendem que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha o acordo de delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro.

A PF ainda requereu que o ministro Edson Fachin autorize o início das investigações a partir dos relatos feitos pelo colaborador, destaca O Antagonista.

A defesa de Cabral sustenta a legalidade do acordo fechado com a PF e a efetividade dos depoimentos. 

Para os advogados, inclusive, não há mais embasamento jurídico para manter as prisões preventivas de Cabral, que foram decretadas desde novembro de 2016.

Ao homologar a delação, Fachin fixou que eventuais benefícios concedidos a Cabral não terão efeitos para as condenações do político do MDB na Justiça.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários