- PUBLICIDADE -

PGR denuncia senador Agripino Maia por peculato e associação criminosa

PGR denuncia senador Agripino Maia por peculato e associação criminosa
- PUBLICIDADE -

Parlamentar é acusado de manter, por sete anos, funcionário fantasma no Senado. Um dos pedidos é a perda da função pública.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN) e outras duas pessoas por associação criminosa e peculato.

O parlamentar é acusado de nomear e manter durante sete anos um funcionário fantasma ligado ao seus gabinete.

As investigações revelaram que Victor Neves Wanderley repassava a remuneração recebida do Senado a Raimundo Alves Maia Júnior, que era a pessoa que efetivamente prestava serviços ao senador.

Como era servidor da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Raimundo não poderia assumir função no Senado. A forma encontrada pelo parlamentar para remunerá-lo foi a nomeação fictícia.

A PGR destaca que, ao longo de 84 meses foram desviados da União quase R$ 600 mil.

Além de pedir o ressarcimento desse valor com correção e juros, a PGR requereu indenização por danos morais coletivos em valor equivalente ao dobro do desviado, e a perda da função pública.

Adaptado da fonte Diário do Poder
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -