- PUBLICIDADE -

PGR diz que caso Jean Wyllys configura ‘ameaça à democracia’

PGR diz que caso Jean Wyllys configura ‘ameaça à democracia’

- PUBLICIDADE -

Raquel Dodge recebeu nesta quarta-feira (30) em seu gabinete, na sede da Procuradoria-Geral da República, o número 1 da PF, delegado Maurício Leite Valeixo, e outros dirigentes de áreas estratégicas da corporação.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que o caso do ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) “é muito grave”.

Segundo o “Estadão”, Dodge declarou:

“Representa uma ameaça à democracia. É necessário que seja dada resposta rápida e firme de instituições como a Polícia Federal e o Ministério Público.”

O psolista Wyllys renunciou ao seu terceiro mandato como deputado federal alegando estar sendo alvo de muitas ameaças, conforme noticiou a RENOVA.

Participaram da reunião os delegados Igor Romário de Paula, novo chefe da PF da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado; Cláudio Ferreira Gomes, diretor de Inteligência da Corporação, e Omar Gabriel Haj Mussi, corregedor-geral da PF.

Raquel estava acompanhada do vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, da secretária da Função Penal Originária no STF, Raquel Branquinho, e do coordenador do Grupo da Lava Jato na PGR, José Alfredo de Paula Silva.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -