Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PGR é contra transferência de Adélio para hospital psiquiátrico

Augusto Aras critica redução de férias no Ministério Público
COMPARTILHE

Aras alerta que Adélio ainda apresenta “alta periculosidade”.

O procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, enviou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a transferência do criminoso Adélio Bispo de Oliveira da penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso, para um hospital psiquiátrico de Minas Gerais

O pedido foi feito pela Defensoria Pública da União, que afirma que a prisão de Adélio não é adequada para seu tratamento. 

Ainda segundo a Defensoria, Adélio sofre com “constrangimentos e agressões verbais diuturnas” realizadas por um agente penitenciário. 

Em sua argumentação, o PGR alerta que Adélio ainda apresenta “alta periculosidade”. 

Aras deu como exemplo a declaração de que ele ainda deseja matar o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ex-presidente Michel Temer

O procurador-geral acrescentou que os hospitais psiquiátricos não garantiriam sua própria segurança nem a de outros internados. 

Aras ainda disse que o único hospital psiquiátrico de Minas não tem vaga e tem fila de espera de 427 pessoas. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE