- PUBLICIDADE -

PGR pede ao STF suspensão de decretos que proíbem missas e cultos no país

Augusto Aras critica redução de férias no Ministério Público

O pedido foi incluído em uma ação do PSD contra o decreto do governador de São Paulo, João Doria.

- PUBLICIDADE -

O procurador-geral da República, Augusto Aras, protocolou, na noite desta quarta-feira (31), um pedido para que o Supremo Tribunal Federal (STF) proíba os governos estaduais e do Distrito Federal de suspenderem a realização de cultos, missas e outras atividades religiosas em meio à pandemia do coronavírus.

O pedido foi incluído em uma ação do PSD contra o decreto do governador de São Paulo, João Doria.

Doria vedou a realização de cultos, missas e outras atividades religiosas de caráter coletivo no estado.

O pedido de Aras pede que a liberação seja estendida para todo o Brasil e que todas as medidas semelhantes às do governo de SP sejam, assim, derrubadas.

Aras enfatizou que o decreto de Doria é inconstitucional porque desrespeita o direito fundamental à liberdade religiosa e de culto das religiões.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -