Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PGR pede rejeição de denúncia da Lava Jato contra líder do Centrão

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Deputado Arthur Lira vira réu no STF por corrupção passiva
Imagem: Reprodução/O Globo
COMPARTILHE

Arthur Lira é um dos cotados para suceder Rodrigo Maia (DEM-RJ) no comando da Câmara.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a rejeição da denúncia contra o deputado Arthur Lira (PP-AL), um dos líderes do Centrão na Câmara dos Deputados, em caso da operação “Lava Jato”. 

A decisão da PGR acontece quase quatro meses depois de ter apresentado a acusação criminal contra o parlamentar.

Em junho, Lira tinha sido denunciado pela PGR por supostamente receber quase R$ 1,6 milhão em propina para garantir que o PP mantivesse o apoio do então diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa.

Entretanto, em nova manifestação encaminhada ao STF, na última segunda-feira (28), a PGR reviu sua posição anterior após uma manifestação de Lira que havia sustentado que a denúncia tinha sido baseada somente na palavra de um delator premiado, o que é proibido pela legislação.

A subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, alegou ter havido “contradição” entre as narrativas de delatores em relação aos valores ilícitos supostamente pagos pela empreiteira ao deputado, destaca a agência Reuters.

O parlamentar, que é réu em outro processo da Lava Jato no STF, é um dos cotados para suceder Rodrigo Maia (DEM-RJ) no comando da Câmara.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram