Português   English   Español
Português   English   Español

PGR pediu a Fachin para negar mais um pedido de Lula

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
PGR pediu a Fachin para negar mais um pedido de Lula

Há meses, a defesa arrasta o processo sob o pretexto de obter dados sigilosos do acordo de leniência da Odebrecht. Em junho, Fachin mandou liberar as informações.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, para negar mais um pedido do condenado Lula da Silva (PT).

A defesa do petista quer suspender a ação penal na qual Lula é suspeito de receber como propina da Odebrecht um imóvel para sediar seu instituto, que está praticamente pronta para ser julgada pelo juiz Luiz Antonio Bonat.

Os advogados de Lula agora querem parar tudo no STF, por tempo indefinido, com a desculpa de analisar toda a papelada. Dodge disse que um tempo adicional pode ser pedido a Bonat.

“A Súmula Vinculante 14, jurisprudência na qual a defesa baseou o pedido, não prevê possibilidade de suspender o trâmite de ação penal – por meio de pedido feito em Reclamação – para que a parte possa examinar o conteúdo dos elementos cujo acesso lhe foi permitido”, diz trecho da ação.

“Acolher o pedido do reclamante, no ponto, importaria indevida supressão de instância, furtando do juiz natural da causa a possibilidade de dirimir a controvérsia”, acrescentou a procuradora-geral.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!