PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

PGR rejeita suspeição de Moro em condenação de Lula

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

PGR rebate narrativa petista de suspeição de Moro em caso de Lula e não vê irregularidades em diálogos vazados pelo The Intercept.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou manifestação, nesta quinta-feira (5), ao Supremo Tribunal Federal (STF) em resposta a um habeas corpus movido pela defesa do ex-presidente Lula da Silva (PT).

Os advogados de Lula pediam a anulação do processo do tríplex do Guarujá sob o argumento de que o então juiz Sergio Moro não teve imparcialidade no caso.

Assinada pelo coordenador da Lava-Jato na PGR, o subprocurador-geral da República José Adônis Callou, a manifestação diz que não há elementos que comprovem uma suspeição de Moro no processo que condenou Lula.

Callou, que atua na Lava Jato por delegação do procurador-geral Augusto Aras, apontou ainda a inexistência de irregularidades nos diálogos hackeados entre o ex-juiz e procuradores da força-tarefa de Curitiba no Telegram.

No documento, a PGR analisou todas as decisões tomadas por Moro na ação do petista e argumentou que seguem o padrão de atuação nos demais casos. 

Ainda de acordo com levantamento de informações, segundo o jornal O Globo, a PGR listou que o então juiz Moro rejeitou 13 pedidos do Ministério Público e acolheu, integral ou parcialmente, 64 pedidos feitos pela defesa de Lula. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.