PGR pede que STF receba denúncia e transforme Aécio Neves em réu

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Procuradoria Geral da República lembrou gravação de encontro entre o senador tucano Aécio Neves e o empresário Joesley Batista.

A Procuradoria Geral da República (PGR) reiterou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (27) o pedido de recebimento integral de denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O tucano é acusado de solicitação e obtenção, junto ao empresário Joesley Batista, de propina, no valor de R$ 2 milhões e por obstrução da Justiça, ao tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato.

No documento enviado ao STF, a PGR também acusa a irmã de Aécio, Andréa Neves, o primo dele, Frederico Pacheco de Medeiros, e o ex-assessor do senador Zezé Perrela (MDB-MG) Mendherson Souza Lima.

Na peça, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, diz que Aécio Neves “empregou todos os seus esforços na tentativa de embaraçar as investigações da Lava Lato”. Ele teria atuado para aprovar o projeto de lei de abuso de autoridade (PLS 85/2017) e a anistia para crimes de caixa 2, no âmbito da tramitação das chamadas “10 medidas contra a corrupção”.

Segundo Dodge, Aécio também pressionou membros do governo e da Polícia Federal com o propósito de escolher delegados para conduzir os inquéritos.

 

Com informações de: [UOL]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.