Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pinturas de 12,5 mil anos atrás são encontradas na Floresta Amazônica

Pinturas de 12,5 mil anos atrás são encontradas na Floresta Amazônica
Imagem: Marie-Claire Thomas / Wild Blue Media
COMPARTILHE

A descoberta foi feita no ano passado, mas foi mantida em segredo até agora.

Uma das maiores coleções do mundo de arte rupestre pré-histórica foi descoberta na Floresta Amazônica

Os arqueólogos batizaram o achado como a “Capela Sistina dos Antigos”. 

Em rochedos localizados ao longo de 13 km do território da Colômbia, foram encontradas milhares de pinturas de animais, humanos e do movo de vida de uma civilização perdida.

Os arqueólogos acreditam que as gravuras foram inscritas nas rochas há mais de 12.500 anos.  

As pinturas estão sendo filmadas por uma equipe de televisão. | Imagem: Ella Al-Shamahi

A data foi baseada com base nas representações de animais extintos antes da última Era do Gelo, como o mastodonte, um parente pré-histórico do elefante que não perambula pela América do Sul há pelo menos 12 mil.  

Há também imagens do palaeolama, assim como de preguiças gigantes. 

Esses animais foram todos vistos e pintados por alguns dos primeiros humanos a chegar à Amazônia. As suas fotos dão um vislumbre de uma antiga civilização perdida.   

A descoberta foi feita no ano passado, mas foi mantida em segredo até agora, quando tomamos conhecimento que uma equipe do Channel 4 está gravando uma grande série sobre as pinturas. 

Existem inúmeras impressões de mãos entre as imagens na face de um penhasco. | Imagem: Marie-Claire Thomas / Wild Blue Media 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Adriano Santos
Adriano Santos
1 mês atrás

Impressionante. Está nítido demais!
Naquele calor? Com aquelas chuvas e mato denso?
Um tesouro.

Conan
Conan
1 mês atrás

Que descoberta maravilhosa, os arqueólogos e antropólogos devem estar dando pulos de alegria!

PUBLICIDADE