Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pixinguinha fará parte das Personalidades Negras da Fundação Palmares

Pixinguinha fará parte das Personalidades Negras da Fundação Palmares
COMPARTILHE

“É uma injustiça que será enfim reparada”, diz Sérgio Camargo.

O músico e compositor Pixinguinha ingressará na lista de Personalidades Negras da Fundação Cultural Palmares a partir de 1º de dezembro. 

A informação foi compartilhada, nesta terça-feira (17), pelo presidente da Fundação, jornalista Sérgio Camargo, em mensagem no Twitter. 

No dia 1º do mês que vem, segundo Camargo, “passa a valer a portaria que normatiza, legitima e moraliza as homenagens da instituição”.  

Pixinguinha ganhou este apelido ainda na infância porque teve bexiga, o nome popular para a varíola, que deixa algumas cicatrizes que ele exibia no rosto. 

O crítico e historiador Ary Vasconcelos disse certa vez:  

“Se você tem 15 volumes para falar de toda a música popular brasileira, fique certo de que é pouco. Mas, se dispõe apenas do espaço de uma palavra, nem tudo está perdido; escreva depressa: Pixinguinha.” 

Ainda no Twitter, Camargo disse que a ausência de Pixinguinha na lista “é uma injustiça que será enfim reparada”. Confira. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Paulo Arais
Paulo Arais
5 dias atrás

Aí você se pergunta o que fazia a Fundação Palmares antes de Sérgio Camargo quando um criminoso como Madame Satã era homenageado ao mesmo tempo que Pixinguinha era ignorado.

Cavalo Branco
Cavalo Branco
5 dias atrás

Pelo visto a Fundação Palmares só homenageava ideologia e não personalidades de fato, na mesma linha do filme do Wagner Moura, o Marighella “negro”, ou do político psolista branco que se assumiu negro para ocupar quota identitária…

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE