Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PL da Censura é o fim da ‘internet aberta’ no Brasil, diz Twitter

COMPARTILHE

Internet aberta vai acabar e Twitter corre risco se projeto de lei passar, diz executivo da rede social.

Fernando Gallo, gerente de políticas públicas do Twitter, afirmou que a atual versão do projeto de lei sobre fake news, mais conhecido como PL da Censura, é uma ameaça à internet aberta.

O projeto de lei está em tramitação na Câmara dos Deputados após ser aprovado pelo Senado Federal no auge da pandemia de coronavírus.

Em conversa com o blog “Painel“, Gallo destacou que nenhum “país democrático” aprovou uma legislação desse tipo:

“Tem algumas formas pelas quais a gente precisa olhar para potenciais regulações. É preciso olhar para os princípios que ela está defendendo, mas é preciso olhar para as externalidades que elas podem gerar. Não houve um país civilizado, democrático, que tenha aprovado qualquer tipo de regulamentação em termos de notícias falsas. Acho importante olhar para a experiência internacional.”

O executivo enfatiza que a concorrência, a inovação e a liberdade dos usuários estariam em xeque:

“O texto do PL, da forma como veio do Senado, causa uma série de prejuízos e riscos a direitos fundamentais das pessoas, como liberdade de expressão, proteção de dados, privacidade, acesso à informação, incorre em externalidades de exclusão digital problemáticas para o desenvolvimento econômico.”

Gallo também disse que o texto prevê obrigações que implicam em custos que podem ser absorvidos por organizações grandes, mas impactariam desproporcionalmente as médias, como o Twitter:

“Queria chamar atenção para o tema da competição. A internet, como ela foi idealizada, foi idealizada para ser uma internet aberta, e é preciso olhar para o tema regulatório também tendo em vista as consequências que a regulação pode ter sobre a competição, para que a gente evite entrincheirar os maiores atores, as maiores empresas, em uma posição de ainda maior dominância. Para isso, você precisa proteger a competição.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários