PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Planos de saúde individuais terão reajuste negativo pela 1ª vez

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A queda é de 8,19%. A decisão foi tomada por unanimidade pelos cinco diretores.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) confirmou, nesta quinta-feira (8), na reunião da sua diretoria colegiada, que o reajuste anual dos planos de saúde individuais e familiares será negativo.

A queda é de 8,19%. A decisão foi tomada por unanimidade pelos cinco diretores.

O índice negativo reflete a queda da demanda por serviços que ocorre em meio ao isolamento social decorrente da pandemia de Covid-19.

O mapa assistencial da saúde suplementar referente à 2020 foi apresentado na reunião. Ele mostrou que, no ano passado, houve uma queda de 25,1% no número de consultas, de 14,6% nos exames e de 14,7% nas internações.

O reajuste anual definido pela ANS fixa o percentual máximo que as operadoras podem usar para atualizar as mensalidades. Nesse caso, significa que elas deverão sofrer uma redução de, pelo menos, 8,19%.

Esta é a primeira vez que um reajuste negativo é anunciado pela ANS desde sua criação, em 2000.

O diretor-presidente da ANS, Rogério Scarabel Barbosa, declarou:

“As operadores não podem deixar de reduzir os valores das mensalidade. Elas não têm essa opção.”

E acrescentou:

“Representa uma medida justa, visto que houve redução dos atendimentos assistenciais em 2020.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.