PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Planta da caatinga pode ser boa para memória

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Presente em toda região Nordeste e no norte de Minas Gerais, a caatinga é um bioma totalmente nacional que representa cerca de 11% do território do Brasil.

Em uma das plantas nativas desse bioma, um grupo de cientistas identificou substâncias medicinais que podem ser boas para a memória.

Responsável pelos estudos, o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Kirley Canuto, conta que foi selecionada uma variedade de açucena — planta herbácea — encontrada no território do Ceará, benéfica para várias doenças crônicas.

O nome científico dessa espécie de planta com flor é Hippeastrum elegans.

Na linguagem popular, além de açucena, também é conhecida como lírio, cebola-do-mato, cebola-berrante e flor-da-imperatriz.

As mudas de açucena foram colhidas nas cidades de Pacatuba, que faz parte da Grande Fortaleza, e em Moraújo, a cerca de 300 km da capital cearense.

Depois disso, foram cultivadas em canteiros da Embrapa. Agora, Kirley Canuto disse que estão sendo realizados testes farmacológicos e testes pré-clínicos.

O grupo pretende seguir com as análises para avaliar o desenvolvimento de novos fármacos que podem custar menos para o consumidor.

A pesquisa teve início em 2016 e contou com uma equipe multidisciplinar de 20 profissionais da Embrapa Agroindústria Tropical e das universidades Estadual e Federal do Ceará, além de estudantes universitários.

Kirley Canuto disse, ainda, que “mudas de açucena estão sendo analisadas em testes pré-clínicos em roedores para avaliar os efeitos sobre a perda de memória.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.