Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PM registra vandalismo em ato anti-Bolsonaro em São Paulo

PM registra vandalismo em ato anti-Bolsonaro em São Paulo
COMPARTILHE

PM usou bombas de efeito moral para dispersar manifestantes que estavam na região do bairro de Pinheiros.

O ato contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, em São Paulo, neste domingo (7), teve vandalismo e operação da Polícia Militar para dispersar a aglomeração.

A fachada do Banco Itaú na Rua Teodoro Sampaio foi vandalizada agora há pouco, segundo informações² das autoridades.

O ato, que começou no Largo da Batata, na capital de São Paulo, ocorreu pacificamente até por volta das 18h40 quando confrontos foram registrados.

PM usou bombas de efeito moral para dispersar manifestantes que estavam na região do bairro de Pinheiros e queriam seguir para a Avenida Paulista.

Pelo menos 17 pessoas foram detidas até o momento, mas as informações ainda são iniciais.

Em entrevista¹ à emissora CNN, o secretário-executivo da PM, coronel Alvaro Camilo, declarou:

“Quem ficou na rua até essa hora, quase 19h, é alguém que não está querendo boa coisa, e fica ali confrontando a polícia.”

E acrescentou:

“A polícia vai usar progressivamente a força. Se as pessoas tentarem agredir os policiais, o patrimônio. E isso pode incluir água, munição química. Não queremos isso. Queremos restabelecer a ordem e que as pessoas voltem para suas casas. Essa é a orientação do Governo do Estado.”

Referências: [1][2]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários