Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Pobreza na Argentina alcança 40,9% da população

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Pobreza na Argentina atinge 35,4% da população
COMPARTILHE

Com uma inflação anual de mais de 40%, a Argentina está em recessão desde 2018.

A taxa de pobreza na Argentina subiu para 40,9% da população no primeiro semestre de 2020, com 10,5% de indigência.

Este é um dos piores registros da história do país, de acordo com informações do Instituto de Estatística (Indec).

No final de 2019, a taxa de pobreza era de 35,5% e a indigência de 8%

Em entrevista à agência France-Presse, o economista Ricardo Aronskind declarou:

“Aos poucos, chegamos perto de metade da população que não tem condições de comprar com sua renda uma cesta básica de consumo essencial. Isso é muito preocupante porque tem um percentual muito alto de crianças e adolescentes.”

Em termos de faixas etárias, 56,3% das pessoas de 0 a 14 anos vivendo no território argentino são pobres.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram