PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Poder inicia no cano do fuzil’, diz Jefferson em recado ao STF

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O ex-deputado criticou o STF e alertou Bolsonaro que “só se detém um golpe pela força”.

Roberto Jefferson, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), enviou um recado, nesta quarta-feira (13), aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Jefferson disse que o “poder não inicia na toga”, mas “no cano do fuzil”:

“Eles [os ministros do STF] estudaram Mao Tsé-Tung. Então, todos eles sabem que o poder não inicia na toga. O poder inicia no cano do fuzil. Só que eles estão desafiando o que eles aprenderam na escola de progressista.”

O ex-deputado disse ainda que se o presidente da República, Jair Bolsonaro, tiver interferido politicamente na Polícia Federal (PF), “era um direito dele”.

Jefferson ainda teceu duras críticas ao ex-ministro Sergio Moro, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o ministro Celso de Mello, do STF:

“Ele quer mostrar que a toga é mais forte do que o fuzil. É um desafio que ele está fazendo aos militares, tentando humilhá-los”, disse Jefferson sobre o decano no STF.

Jefferson defendeu o que chamou de “ação cirúrgica” no STF, com a demissão dos 11 magistrados. 

O ex-deputado alertou que “é preciso uma reação agora”, “com Bolsonaro à frente”, “uma reação de força”, porque “só se detém um golpe pela força”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.