Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Polícia desarticula rede de exploração sexual infantil no Brasil

COMPARTILHE

Investigadores encontraram mais de 10 mil contas de e-mails atuando nas ações criminosas.

A operação “Black Dolphin” teve início em 2018, quando a Polícia Civil de São Paulo efetuou a prisão de um homem que pretendia vender a sobrinha para criminosos da Rússia

A partir deste caso, a polícia iniciou investigação de uma organização criminosa, que atua na deep web através da produção, venda e compartilhamento de imagens de abuso sexual infantil. 

Os investigadores encontraram mais de 10 mil contas de e-mails atuando nas ações criminosas em mais de 20 comunidades da deep web. 

Na manhã desta quarta (25), uma força-tarefa da Polícia Federal (PF) e da Polícia Civil de SP cumpriu 219 mandados de busca e apreensão. 

Muitos alvos são pessoas envolvidas com tráfico e exploração sexual de crianças e adolescentes. 

Mais de 1.100 agentes estão envolvidos na operação que faz buscas em 85 cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.   

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Erik Anderson
Erik Anderson
3 meses atrás

Deveriam ampliar essa investigação também no Nordeste, pois ultimamente casos assim vem aumentando na região. A pouco tempo atrás houve uma matéria exibindo um pedofilo que ia para um parquinho afim de tirar foto de crianças.