Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Polícia Federal apura propina a marqueteiro ligado a Aécio Neves

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Empresário disse que, a pedido do senador, a empreiteira Odebrecht repassou dinheiro por meio de caixa 2 para a campanha de Anastasia.

A Polícia Federal apontou neste sábado (11) mais um indício de que entre 2009 e 2010 o marqueteiro do senador Aécio Neves (PSDB) recebeu dinheiro da empreiteira Odebrecht sem prestar serviço, de acordo com informações da Globo.

O empresário Sérgio Neves disse em depoimento que, a pedido do senador, a Odebrecht repassou dinheiro por meio de caixa 2 para a campanha de Antonio Anastasia ao governo de Minas Gerais.

Segundo a investigação, a contrapartida seria ajuda à Odebrecht, para a empresa obter benefícios em obras.

O inquérito foi aberto em 2017 a partir da delação premiada de executivos da construtora Odebrecht.

De acordo com a Globo, a defesa de Aécio Neves disse em nota que não houve nenhum ato irregular por parte do senador, que nenhum delator fez qualquer acusação referente à existência de contrapartida pelo senador e que o serviço de publicidade foi prestado. A assessoria de Antonio Anastasia afirmou que ele nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém.

 

Adaptado da fonte G1

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias