Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Polícia Federal quebra de sigilo telefônico de Temer, Moreira e Padilha

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a quebra do sigilo telefônico do presidente Michel Temer e de seus ministros mais próximos, Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia).

O objetivo é aprofundar a investigação sobre o pagamento de R$ 10 milhões que teria sido feito pela empreiteira Odebrecht e acertado em um jantar no Palácio do Jaburu, residência oficial de Michel Temer, naquele ano.

Os investigadores buscam rastrear telefonemas feitos entre eles nas datas próximas das entregas de dinheiro em espécie relatadas pelos delatores da empreiteira.

De acordo com informações do jornal O Globo:

O pedido da PF, protocolado sob sigilo, chegou ao gabinete do ministro Edson Fachin, do STF, no fim de março, de acordo com fontes do Supremo Tribunal Federal.

Relator da investigação sobre os R$ 10 milhões da Odebrecht, Fachin enviou o processo para uma manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Os autos foram devolvidos ao gabinete de Fachin há duas semanas.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email