Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Polícia mira ONGs acusadas de iniciar queimadas no Pará

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Polícia mira ONGs acusadas de iniciar queimadas no Pará

Policiais investigam ONGs acusadas de inciar incêndios na região de Santarém, no Pará.

A Polícia Civil do Pará cumpriu, nesta terça-feira (26), quatro mandados de prisão preventiva no âmbito da operação Fogo do Sairé.

A operação apura a origem dos incêndios que atingiram a região de Alter do Chão, em Santarém, em setembro deste ano.

O fogo, que consumiu uma área gigantesca, levou quatro dias para ser debelado por brigadistas e bombeiros.

Uma investigação de dois meses da Polícia Civil apontou indícios de que ONGs, entre elas a Brigada de Incêndio de Alter do Chão, tenham atuado como causadoras das queimadas, informa o jornal Folha de S.Paulo.

Foram presos Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Almeida Fernandes e Marcelo Aron Cwerner. Também foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

Um dos mandados de busca foi cumprido na sede do Projeto Saúde e Alegria, uma ONG que já recebeu vários prêmios por sua atuação na Amazônia.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email