Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Polícia pede Exército da França nas ruas para conter coletes amarelos

Polícia pede Exército da França nas ruas para conter coletes amarelos
COMPARTILHE

Autoridades policias da França admitem que “não podem lidar” com os protestos violentos e exigem que o presidente Macron envie o Exército para conter os coletes amarelos.

Extremistas mascarados protagonizaram cenas lamentáveis de vandalismo durante as últimas manifestações do movimento que ficou conhecido como “coletes amarelos”. No último domingo (2), até o icônico Arco do Triunfo foi vandalizado.

Apesar do pedido de diálogo enviado por Emmanuel Macron, lideranças dos coletes amarelos reforçam os pedidos de renúncia feitos ao longo do fim de semana contra o presidente da França.

Polícia pede Exército da França nas ruas para conter coletes amarelos
Arco do Triunfo vandalizado no último domingo (2) com pichação pedindo a renúncia de Macron.

Os manifestantes na linha de frente dos protestos contra o governo jogaram tudo que encontravam pela frente contra os policiais. Extremistas de esquerda e direita misturados contra Macron.

Polícia pede Exército da França nas ruas para conter coletes amarelos
Manifestantes de todos os espectros políticos saíram às ruas de cidades da França contra Emmanuel Macron no último domingo (2).

Yves Lefebvre, membro do sindicato policial Unité SGP, disse à rádio “France Info” que as forças de segurança de Paris estavam exaustas após o fim de semana com os piores distúrbios na cidade desde 1968.

Lefebvre disse:

Os (oficiais) não querem permanecer como a última barreira contra a insurreição. Não podemos aceitar. Peço ao presidente que enfrente suas responsabilidades.

Lideranças dos “coletes amarelos” disseram que voltariam a tomar as ruas da capital francesa no próximo final de semana. Enquanto isso, na internet chovem pedidos para bloquear estradas e refinarias de petróleo por todo o país.

Frederic Lagache, do sindicato policial Aliança, pediu que fosse declarado um estado de emergência e envio de soldados do Exército para proteger os monumentos nacionais, registra o jornal britânico The Sun.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE