Português   English   Español

Política externa de Bolsonaro vai mirar os Estados Unidos e Israel

Política externa de Bolsonaro vai mirar os Estados Unidos e Israel

A política externa do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) será uma espécie de imagem invertida do que foi feito nos governos do PT.

Na via contrária à aproximação com os países bolivarianos, que pretendia criar um núcleo de poder alternativo aos Estados Unidos, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já deixou clara sua admiração pelo presidente americano, Donald Trump, e por Israel.

A avaliação dos colaboradores do presidente eleito é que o País abdicou de ter uma política externa dedicada a dinamizar a economia. E é aí que está o centro das propostas em formulação.

Bolsonaro já disse que quer acordos bilaterais, trilaterais e multilaterais para fazer mais comércio. E não hesitará em propor mudanças no perfil do Mercosul se esse se mostrar um obstáculo a novos acordos.

Ainda no domingo (28), o economista e futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, disse que o Mercosul não será a prioridade econômica do novo governo brasileiro, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte UOL

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter