Político holandês ameaçado de morte por causa de concurso de cartoons

O líder do Partido para a Liberdade, Geert Wilders, recebeu numerosas ameaças de morte desde que anunciou uma competição de caricaturas do profeta Maomé.

O direitista Geert Wilders, líder do segundo maior partido da Holanda, realizará a competição de cartoons nos escritórios dos parlamentares de seu partido.

Os jurados incluem o cartunista americano Bosch Fawstin, vencedor de uma competição de caricaturas de Maomé que aconteceu no Texas há três anos.

A competição no Texas foi atacada por dois pistoleiros, que foram contidos pela segurança. O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque, mas essa alegação não foi confirmada, como informa o Washington Post.

Desde o anúncio da competição, Wilders recebeu inúmeras ameaças de morte.

‘Então é isso que os seguidores da ‘ideologia da paz’ lhe enviam quando você organiza algo sobre o seu chamado profeta’, disse o político holandês no Twitter.

A competição será realizada no final deste ano. O prêmio para o vencedor será de 5 mil euros.

Traduzido e adaptado de Voice of Europe
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia