- PUBLICIDADE -

Político é preso após celebrar morte de policial em ataque na França

- PUBLICIDADE -

Stephane Poussier responderá por apologia ao terrorismo. Ele considerou “ótimo” que um tenente tenha morrido no ataque terrorista na cidade de Trèbes, na sexta-feira (23).

Um político esquerdista francês responderá pelo crime de apologia ao terrorismo depois de celebrar, em uma série de tuítes, a morte de um policial durante ataque terrorista em um supermercado da cidade de Trèbes, no sul da França, na última sexta-feira (23).

De acordo com a imprensa local, Stephane Poussier, candidato de esquerda que não conseguiu se eleger deputado no ano passado, pode pegar sete anos de prisão, além de pagar uma multa de 100 mil euros.

Poussier foi detido no domingo (25) em sua casa, em Dives-sur-Mer, no nordeste do país. Ele comemorou a execução do tenente-coronel Arnaud Beltrame, que se ofereceu em troca de reféns ao franco-marroquino Radouane Lakdim, de 26 anos, autor do atentado que deixou quatro mortos.

Com informações de: [Metropoles]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -