Polônia analisa influência da espionagem da China no País

Português   English   Español
Polônia analisa influência da espionagem da China no País
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Comunicações na Polônia estariam comprometidas por espionagem do regime comunista chinês.

Autoridades da Polônia lançaram uma investigação conjunta com o governo dos Estados Unidos para avaliar o impacto da espionagem da China sobre as comunicações do país.

Os trabalhos teriam resultado na prisão de duas pessoas ligadas à Huawei, uma das principais fabricantes de produtos dessa categoria no mundo, e levado à noção perigosa de que mais de 50% da infraestrutura de telecom da Polônia pertencem à companhia.

A divulgação da investigação na imprensa internacional acontece após a detenção de Wang Weijing, um dos diretores de vendas da fabricante para o território polonês, e Piotr Durbajlo, especialista em segurança digital que também já trabalhou para o próprio governo.

Ambos foram indiciados por espionagem e foram demitidos da Huawei, negando todas as acusações por meio de suas defesas, informa o “Canal Tech“.

Por causa destes últimos acontecimentos, o governo polonês deve excluir a Huawei de sua futura rede 5G em favor de fabricantes europeus.

Autoridades polonesas estão conversando com aliados da União Europeia e da América do Norte sobre os próximos passos, mas não determinaram qual fabricante de equipamentos de telecomunicações deve substituir a Huawei.

Segundo a “Epoch Times“, o presidente da Polônia, Andrzej Duda, também sugeriu que a Huawei seria excluída do sistema 5G:

“Estou definitivamente mais perto de cooperar com empresas europeias ou com as dos Estados Unidos do que com produtores da Ásia.”

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...