- PUBLICIDADE -

Polônia é destaque na Europa na conservação de células-tronco

Polônia é destaque na Europa na conservação de células-tronco
- PUBLICIDADE -

As células-tronco estão presentes no sangue do cordão umbilical dos recém-nascidos e na médula óssea.

O armazenamento de células-tronco — cruciais para vários tratamentos — se tornou um setor responsável por movimentar bilhões de dólares todos os anos. 

Submersas em vapor de nitrogênio líquido a -175ºC, centenas de milhares de células-tronco de toda Europa descansam em barris de aço nos arredores de Varsóvia.

Hoje em dia, a Polônia assumiu o posto, segundo a agência AFP, de principal potência europeia na conservação de células-tronco.

Essas células podem ajudar no tratamento de doenças graves, como linfomas e leucemia, doenças de origem genética e problemas no sistema imunológico.

Desde o primeiro transplante de sangue do cordão umbilical na França, em 1988, este setor se desenvolveu muito, gerando grandes expectativas.

Após a falência da empresa Cryo-Save, da Suíça, o banco de sangue do cordão umbilical polonês PBKM/FamiCord se tornou o número um na Europa, e o quinto no mundo.

A organização polonesa fica atrás apenas de duas empresas dos Estados Unidos, uma da China e outra com sede em Singapura.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -