Português   English   Español

Polônia acusa UE de hipocrisia e perseguição política

poland

Polônia acusou os encarregados da União Europeia de “mentir” sobre as reformas judiciais em seu país, horas depois de a Comissão Europeia lançar um processo disciplinar que pode deixar Varsóvia sem direito a voto no grupo.

O presidente polonês, Andrzej Duda, concedeu entrevista pouco depois de ter anunciado durante a tarde que havia decidido promulgar duas reformas que provocavam divergências com Bruxelas, uma sobre o Tribunal Supremo e a outra sobre o Conselho Nacional de Magistratura, que garante a independência dos juízes.

Ele declarou:

Muitos representantes das instituições europeias mentem sobre a Polônia. Mentem quando dizem que há mudanças na Polônia que conduzem à violação dos princípios do Estado de direito, quando estamos melhorando os padrões democráticos.

A Comissão Europeia ativou nessa quarta-feira (21) um duro processo punitivo contra a Polônia, que a longo prazo pode acabar suspendendo o direito do país de votar nas instituições do bloco.

Andrezj Duda criticou a decisão:

É uma decisão puramente política. As soluções que adotamos na Polônia não diferem do que existe em vários países europeus. Ao contrário, eu diria que nossas soluções são muito mais democráticas. Infelizmente, acredito que haja muita hipocrisia nas ações da União Europeia. Lamento dizer isso, mas é o que eu acho.

O primeiro-ministro da Hungria se posicionou ao lado da Polônia e prometeu vetar qualquer sanções aplicadas contra o país parceiro.

 

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário

Veja também...