Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Polônia quer especial de Natal do Porta dos Fundos fora da Netflix

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Polônia quer especial de Natal do Porta dos Fundos fora da Netflix
Imagem: Reprodução/Twitter

Esta é segunda vez em menos de 60 dias que a Netflix provoca irritação no governo polonês.

Jaroslaw Gowin, vice-premiê da Polônia, pediu para a Netflix tirar de seu catálogo o Especial de Natal do Porta dos Fundos: “A primeira tentação de Cristo”.

“Reed Hastings: exigimos que a Netflix remova o filme blasfemo de sua plataforma”, escreveu o político conservador numa mensagem direcionada ao fundador e CEO da empresa.

Mateusz Morawiecki, primeiro-ministro do governo polonês, anexou à postagem um link para a petição on-line que reivindica a remoção do filme da plataforma. 

A petição acusa os humoristas brasileiros de “atacar, humilhar e difamar os cristãos e sua religião”. O abaixo-assinado já reunia nesta terça-feira (7) mais de 1,4 milhão de assinantes.

“Todo ano, o grupo de ‘comédia’ brasileiro Porta dos Fundos produz um filme de Natal para atacar cristãos e o cristianismo. Essas produções têm um só fim – a blasfêmia. Claro que o alvo desta blasfêmia é somente uma religião – o cristianismo”, diz a petição, segundo o site UOL.

Em novembro, o primeiro-ministro já havia se queixado de um outro produto da Netflix, alerrtando que uma série sobre o Holocausto tinha “imprecisões históricas” ao mostrar “campos de concentração nazistas dentro das fronteiras da Polônia moderna”. 

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias