Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

População critica regime após morte de médico por coronavírus

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China altera data de feriados para evitar multidões
Imagem: Reprodução/Twitter
COMPARTILHE

Partido Comunista da China está sendo acusado de subestimar a gravidade do novo vírus e de tentar acobertar os casos.

O regime comunista está enfrentando uma torrente de críticas nas redes sociais da China após a morte do primeiro médico a alertar sobre a nova variante do coronavírus.

O médico havia sido reprimido pelas autoridades locais por ter alertado sobre a existência do vírus em Wuhan, cidade onde a epidemia começou.

O médico oftalmologista Li Wenliang morreu nesta quinta-feira (6), depois de ser infectado enquanto tratava seus pacientes, como noticiou a RENOVA.

Na rede social Weibo, internautas chineses estão pedindo para que o regime comandado por Xi Jinping se retrate e peça desculpas ao doutor Li.

Alguns acusam o Partido Comunista Chinês de subestimar a gravidade do novo vírus e de tentar acobertar os casos.

Segundo a emissora BBC News, duas hashtags estavam em destaque no Weibo logo após a notícia da morte do doutor Li:

  • “Governo de Wuhan deve desculpas ao Dr. Li”;
  • “Queremos liberdade de expressão”.

As tags, porém, foram rapidamente censuradas pelo regime na rede social.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram