Português   English   Español
Português   English   Español

População critica regime após morte de médico por coronavírus

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
China altera data de feriados para evitar multidões
Imagem: Reprodução/Twitter

Partido Comunista da China está sendo acusado de subestimar a gravidade do novo vírus e de tentar acobertar os casos.

O regime comunista está enfrentando uma torrente de críticas nas redes sociais da China após a morte do primeiro médico a alertar sobre a nova variante do coronavírus.

O médico havia sido reprimido pelas autoridades locais por ter alertado sobre a existência do vírus em Wuhan, cidade onde a epidemia começou.

O médico oftalmologista Li Wenliang morreu nesta quinta-feira (6), depois de ser infectado enquanto tratava seus pacientes, como noticiou a RENOVA.

Na rede social Weibo, internautas chineses estão pedindo para que o regime comandado por Xi Jinping se retrate e peça desculpas ao doutor Li.

Alguns acusam o Partido Comunista Chinês de subestimar a gravidade do novo vírus e de tentar acobertar os casos.

Segundo a emissora BBC News, duas hashtags estavam em destaque no Weibo logo após a notícia da morte do doutor Li:

  • “Governo de Wuhan deve desculpas ao Dr. Li”;
  • “Queremos liberdade de expressão”.

As tags, porém, foram rapidamente censuradas pelo regime na rede social.

Compartilhe_

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email: