Português   English   Español

Porta-voz confirma que governo dará diretrizes para propagandas

Porta-voz confirma que governo dará diretrizes para propagandas
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Na última semana, Bolsonaro causou polêmica ao mandar suspender uma propaganda do Banco do Brasil.


O porta-voz do governo federal, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta segunda-feira (29) que o governo agirá para dar as diretrizes para todas as propagandas de todos os órgãos federais.

Na última semana, após cancelamento da peça publicitária do BB, a Secretaria de Comunicação da Previdência enviou um e-mail a todos os órgãos federais informando que todo material deveria passar pelo crivo do Planalto.

No mesmo dia em nota, à noite, o ministro Santos Cruz, da Secretaria de Governo, que comanda a Secom, informou que a instrução era equivocada, já que o governo não poderia interferir na propaganda das estatais.

Já nesta segunda, o porta-voz do governo Jair Bolsonaro reafirmou a posição do presidente:

“O senhor presidente me pediu para lembrar-lhes que naturalmente o governo age para estabelecer diretrizes para elaboração das propagandas de todos os órgãos de governo e de todos os ministérios e essas diretrizes são coordenadas pela Secretaria de Governo/Secom. Mas há de se entender que a condução da própria propaganda será sempre do órgão que a produzir e contratar.”

No último sábado (27), ao ser questionado por jornalista ssobre a decisão de suspender a propaganda do BB, Bolsonaro disse que “a linha” do governo mudou e que as pessoas querem “respeito à família”, como noticiou a RENOVA.

De acordo com o porta-voz, o general Santos Cruz teria uma reunião com Bolsonaro ainda na noite desta segunda-feira para tratar do assunto.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...