Português   English   Español

Porta-voz da Casa Branca critica agenda de fronteiras abertas

A secretária de imprensa da Casa Branca divulgou uma declaração contundente nesta terça-feira (20) sobre a decisão de um juiz da Califórnia de bloquear a ordem executiva migratória do presidente Donald Trump.

Trump assinou uma ordem no dia 9 de novembro negando asilo para todos os estrangeiros que entrarem no país ilegalmente por um período de 90 dias.

O juiz distrital Jon Tigar suspendeu a ordem executiva. O magistrado alega que o Congresso estendeu a elegibilidade de asilo a todos os candidatos e que o presidente não tem o poder para impor condições contrárias.

Segundo informações do jornal “The Daily Caller“, Sarah Huckabee Sanders, porta-voz da Casa Branca, falou sobre o caso:

Neste exato momento, um grande número de imigrantes ilegais está chegando à nossa fronteira sul, ameaçando incapacitar nosso já sobrecarregado sistema de imigração.

No entanto, agora, um único juiz distrital emitiu uma ordem de restrição temporária em todo o país, impedindo que o poder executivo cumpra seu dever constitucional de proteger nossas fronteiras e controlar a entrada nos Estados Unidos.

A secretária de imprensa acrescentou:

Esta medida temporária é mais um exemplo de juízes ativistas impondo suas preferências políticas de fronteiras abertas, que são rejeitadas pela esmagadora maioria do povo americano, e interferindo na autoridade do poder executivo de administrar o sistema de imigração de maneira a garantir a segurança da nação e o estado de direito.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter