Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Porteiro mentiu sobre ligação para casa de Bolsonaro, diz procuradora

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Porteiro mentiu sobre ida de suspeito a casa de Bolsonaro, diz procuradora
COMPARTILHE

Quem autoriza a entrada de Élcio Queiroz no condomínio é Ronnie Lessa, suspeito de ter feito os disparos contra Marielle.

A procuradora do Ministério Público, Simone Sibilio, chefe do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), confirmou que o porteiro do Condomínio Vivendas da Barra, no Rio de Janeiro, mentiu em depoimento à Polícia Civil.

A procuradora Sibilio afirmou que o porteiro envolveu o nome do presidente da República, Jair Bolsonaro, na morte da vereadora Marielle Franco de forma mentirosa.

De acordo com Simone, quem autoriza a entrada de Élcio Queiroz no condomínio do presidente é Ronnie Lessa, suspeito de ter feito os disparos.

“As gravações comprovam que Ronnie Lessa é quem autoriza a entrada do Élcio. E, em depoimento, eles omitiram diversas vezes que estiveram juntos no dia do crime. O porteiro mentiu, e isso está provado por prova técnica”, afirmou Sibilio, segundo a revista Veja.

A informação já havia sido confirmada por meio de áudios das ligações da portaria divulgados pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) horas atrás, como noticiou a RENOVA.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram