Português   English   Español

Portugal atrai cada vez mais estudantes do Brasil

brasil-portugal

Em três anos, o total de brasileiros fazendo graduação em Portugal cresceu 31%, segundo dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, órgão do governo português.

A crise econômica e o colapso da educação no Brasil estão afastando os estudantes do país.

No ano letivo de 2016/2017, último dado disponível, foram 4.901 ingressantes brasileiros em instituições de ensino superior de Portugal para licenciaturas (como são chamadas os bacharelados) ou mestrados integrados (cursos de 5 anos, como os de Engenharia e Arquitetura).

De acordo com informações da Isto É:

A quantidade só não é maior do que a registrada no ano letivo de 2012/2013, quando o Brasil ainda não vivia crise econômica e exportava centenas de universitários ao país pelo Ciência sem Fronteiras, programa de intercâmbios do governo federal. Em 2013, Portugal foi excluído do programa, o que fez com que o número caísse (veja mais acima). Hoje, brasileiros são maioria entre os estrangeiros em Portugal – mais até do que os vizinhos espanhóis.

A facilidade de ingresso – com a nota do Enem – ajuda a explicar o fenômeno. Em 2014, um decreto português passou a regulamentar a entrada de estrangeiros para cursos completos de graduação no país. E, depois disso, o Brasil fez parcerias com universidades de Portugal para que o desempenho no exame seja usado como critério de seleção.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 29 instituições portuguesas consideram a nota do Enem em pelo menos parte do processo seletivo – algumas também adotam entrevista ou testes específicos – e outras nove pleiteiam o acordo.

Desde o ano de 2014, quase 2 mil estudantes usaram o Enem para ingressaram no ensino superior português.

Deixe seu comentário

Veja também...