Possível surto da “doença da urina preta” no Amazonas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Todos os 44 casos registrados até o momento estão sendo investigados.

Conhecida desde a década de 1920, a doença de Haff, popularmente chamada de “doença da urina preta“, está relacionada a uma toxina que é encontrada em peixes e crustáceos.

Desde 22 de agosto, dezenas de moradores do município de Itacoatiara, no Amazonas, apresentam um quadro chamado rabdomiólise, marcado pela destruição das fibras que compõem os músculos do corpo.

No mesmo período, indivíduos de outras cinco cidades do Estado — Silves, Manaus, Parintins, Caapiranga e Autazes — também foram diagnosticados com a mesma condição.

Todos os 44 casos registrados até o momento estão sendo investigados, mas a principal suspeita é que esses indivíduos tenham sido acometidos pela doença de Haff, segundo informações do portal G1.

Leia também:

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.