Pré-candidata comunista desafia Justiça e estimula greve dos petroleiros

Foto: Wilson Cardoso / Divulgação/ALRS

A pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila, membro do Partido Comunista do Brasil (PC do B), declarou apoio a greve dos petroleiros através da sua conta pessoal no Twitter.

O movimento grevista teve início nesta quarta-feira (30) apesar de ter sido proibido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A ministra Maria de Assis Calsing disse que a greve “beira o oportunismo e estipulou multa de R$ 500 mil por dia de greve.

A pré-candidata comunista Manuela criticou a decisão da Justiça.

E, apesar do posicionamento claro do TST, ela não deixou de estimular o movimento grevista.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia