- PUBLICIDADE -

Prefeita de Boa Vista teme perder o controle da cidade

- PUBLICIDADE -

Caso o governo federal não amplie o plano de distribuir refugiados da Venezuela para outras cidades, a prefeita de Boa Vista, capital de Roraima, diz que “até o fim do ano, perderá o controle da cidade”.

O alerta foi feito à “BBC News Brasil” pela prefeita da cidade, Teresa Surita.

O número de pessoas fugindo da ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela colocou o país em quarto lugar na lista da ONU de nacionalidades que mais pedem refúgio no mundo.

A nação sul-americana, cuja população sofre com hiperinflação, escassez de produtos de primeira necessidade e violência, só fica atrás do Afeganistão, da Síria e do Iraque.

A agência de refugiados ONU, a Acnur, estima em 1,5 milhão o número de venezuelanos que deixaram o país nos últimos anos.

No Brasil, o principal fluxo de refugiados venezuelanos é em Roraima, um dos dois Estados que têm fronteira com o país.

Cerca de 30 mil deles estão em Boa Vista, cidade de apenas 300 mil habitantes, bastante isolada do resto do país e que “não tem dinheiro nem estrutura” para lidar com a situação sozinha, segundo Teresa Surita.

Com o número de imigrantes chegando a 10% da população, os serviços públicos estão sobrecarregados. Os postos de saúde acumulam longas filas e as escolas estão lotadas. Há quase 2 mil refugiados morando na rua.

 

Adaptado da fonte BBC
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -