Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Prefeita pró-Morales alvo de revolta popular na Bolívia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Prefeita pró-Morales alvo de revolta popular na Bolívia
COMPARTILHE

Prefeito pró-Morales teve o cabelo cortado, foi pintada de rosa e obrigada a andar descalça por vários quarteirões.

A pressão popular pela renúncia do mandatário Evo Morales prossegue em toda a Bolívia.

Grupos pró e contra Morales se enfrentaram em vários departamentos do país com paus, pedras e rojões.

Um estudante de 20 anos morreu, nesta quarta-feira (6), durante violentos choques entre opositores e partidários de Morales, que também deixaram 50 feridos.

De acordo com um boletim médico, a vítima foi Limbert Guzmán, que deu entrada no hospital com “traumatismo cranioencefálico grave, fratura na base de crânio e morte cerebral, e apresentou parada cardiorrespiratória”.

Em meio aos confrontos, a sede da prefeitura da cidade de Vinto, controlada pelo partido governista MAS, foi incendiada.

A prefeita de Vinto, Patricia Arce, foi humilhada publicamente pela multidão por transportar camponeses pró-Morales para confrontar os manifestantes, informa a agência AFP.

Arce teve o cabelo cortado, foi pintada de rosa e obrigada a andar descalça por vários quarteirões em meios aos gritos de “assassina! assassina!”. A prefeita foi resgatada pela polícia horas depois, como pode ser visto na foto de capa da matéria.

Em vídeo circulando na internet, a prefeita diz que é livre e não vai se calar. “E se quiserem me matar, que me matem. E como disse um dia: por esse processo de mudança vou dar minha vida”, afirmou Guzman.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.