Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Prefeito quer remover estátuas que não refletem valores de Londres

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Prefeito quer remover estátuas que não refletem valores de Londres
COMPARTILHE

“Os protestos do Black Lives Matter trouxeram isso corretamente à atenção pública”, disse o prefeito londrino.

Sadiq Khan, prefeito de Londres, afirmou, nesta terça-feira (9), que a capital do Reino Unido vai revisar todas as estátuas da cidade.

A intenção de Khan é remover aquelas que estiverem ligadas a donos e comercializadores de escravos.

A medida foi anunciada¹ depois que uma estátua de Edward Colston, um mercador de escravos, foi derrubada na cidade de Bristol, durante ato de movimentos alinhados ao Black Lives Matter.

Citando o movimento da extrema-esquerda dos Estados Unidos, o prefeito londrino declarou: 

“Os protestos do Black Lives Matter trouxeram isso corretamente à atenção pública, mas é importante que nós tomemos os passos corretos para trabalharmos juntos para trazer mudanças e garantir que nós podemos ser orgulhosos da nossa paisagem pública.”

Sadiq Kahn acrescentou:

“É uma verdade desconfortável que o nosso país e a nossa cidade devam uma boa parte do seu bem-estar ao seu papel no comércio de escravos.”

E completou:

“Enquanto isso está refletido em domínio público, a contribuição de várias de nossas comunidades à vida em nossa capital tem sido voluntariamente ignorada. Isso não pode continuar.”

Khan ainda anunciou a criação de uma comissão que vai analisar os nomes de estátuas, ruas e edifícios públicos com objetivo de garantir que reflitam os valores de diversidade de Londres. 

Referências: [1]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.