Premiê da Hungria conclama aliança de direita na União Europeia

Acusando líderes da União Europeia de “antidemocráticos” e “incapazes de defender a Europa contra a imigração”, o premiê direitista Viktor Orbán propõe modelo de “democracia cristã” para o Ocidente.

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, exortou a ascensão de uma “democracia cristã” na Europa para substituir os atuais sistemas.

Falando a uma plateia de etnia húngara em Baile Tusnad, Romênia, no sábado (28), expôs sua visão para o continente, com vista ás eleições para o Parlamento Europeu, em 2019.

Ele condenou os governos “antidemocráticos” da Europa Ocidental, e conclamou os partidos de direita do toda a União Europeia a se unirem em aliança.

“Não há liberalismo no Ocidente, não há democracia”, afirmou, acrescentando: “A Comissão Europeia está indo, nós estamos chegando.”

A “democracia cristã” proposta pelo líder da Hungria é “calcado no modelo cristão de família”.

“Os líderes europeus são inadequados, eles são incapazes de defender a Europa da imigração”, declarou.

 

Adaptado da fonte DW
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia