Português   English   Español

Premiê da Hungria promete ‘tolerância zero’ com antissemitismo

hungr-israel

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, prometeu nesta quinta-feira (19) “tolerância zero” com o antissemitismo no início de uma visita a Israel.

Orban havia sido acusado pela grande mídia de incentivar o antissemitismo na Hungria com sua campanha contra George Soros, o bilionário húngaro-americano que tenta impor sua agenda progressista em quase todas as nações ao redor do globo.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e seu colega húngaro defenderam a aliança entre seus respectivos países em uma “base comum de patriotismo”.

O governo da Hungria é uma das referências da direita na Europa e faz parte da aliança de países do leste europeu (Hungria, Polônia, Eslováquia e República Tcheca), conhecida como Visegrado, cujas posições conservadoras têm preocupado as lideranças da União Europeia.

O governo de Vitkor Orbán também se absteve na votação da ONU que condenava o reconhecimento dos Estados Unidos de Jerusalém como a capital de Israel. E, recentemente, assim como os EUA, rejeitou assinar o Pacto Mundial para Migração.

Com informações do BOL

Deixe seu comentário

Veja também...