Premiê da Itália promete acabar com imigração excessiva

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O novo primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, apoiado pelo antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S) e a direita Liga, tomou posse nesta terça-feira (5).

Em seu discurso de posse, ele prometeu que acabará “com o negócio da imigração, que cresceu de maneira excessiva sob uma falsa solidariedade”.

Giuseppe Conte foi enumerando as medidas que seu Governo adotará como a introdução da renda às pessoas sem trabalho, e o imposto plano, além da abolição dos salários vitalícios dos políticos.

O novo primeiro-ministro afirmou que a gestão dos fluxos da imigração por parte da Europa “foi um fracasso devido aos fechamentos egoístas dos Estados” e que fizeram recair a responsabilidade só em alguns países, sobretudo na Itália.

De acordo com informações do BOL:

Por isso, Conte antecipou que pedirá “com força” na Europa “a superação do tratado de Dublin” e também o “princípio de justa partilha e de sistemas realocação automática dos imigrantes com direito ao asilo”.

“Não seremos racistas, nunca”, disse Conte, que ressaltou que “não se pode deixar somente a Itália perante este desafio”.

“Queremos que os procedimentos para conceder o status de refugiado sejam justos e velozes para poder defender os direitos destas pessoas e não deixá-las na incerteza”, acrescentou.

E garantiu que a Itália defenderá quem chegará legalmente e se integrará nas comunidades dando uma contribuição “valiosa”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.