Premiê de Israel defende lei de identidade judaica

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu defendeu nesta quinta-feira (12) o projeto de lei sobre a identidade judaica de Israel ao considerar que “a maioria tem direito” e “governa”.

O premiê de Israel declarou durante o memorial do líder sionista Ze’ev Jabotinsky:

Na democracia israelense, continuaremos protegendo os direitos de ambos, indivíduos e coletivos, que estão garantidos. Mas a maioria tem direito também, a maioria governa.

E acrescentou:

A imensa maioria do povo quer preservar o caráter judaico de nosso país para as gerações vindouras.

O projeto de lei de “Estado-nação” desenvolve a identidade judaica do país, introduzindo pela primeira vez esta questão em uma lei básica que também estabeleceria o direito à autodeterminação exclusivamente do coletivo judeu.

A consideração de Israel como “Estado-nação judeu” foi evitada na Declaração de Independência de 1948 pela oposição de algumas correntes do judaísmo.

 

Com informações do BOL

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.